Trauma e Arteterapia

A palavra ‘trauma’ tem sua origem no idioma grego: traumatos, que significa ‘ferida’. Esta terminologia admite vários significados, todos ligados a acontecimentos não previstos e indesejáveis que, de forma mais ou menos violenta, atingem indivíduos neles envolvidos, produzindo-lhes alguma forma de lesão ou dano (COBRALT, s/d). Na Psicologia, compreende-se o trauma como algo que tem origem no exterior, num acontecimento externo, mas que apresenta repercussão em nível interno, que é o nível do funcionamento psíquico: o conceito de trauma psíquico é entendido como decorrente de um acontecimento que abalou de tal forma o indivíduo, que provocou modificações consideráveis no seu modo de funcionamento psíquico (PSICOLOGIA VIVA, 2018).

As pessoas, sendo únicas, reagem de maneira muito individualizada a situações capazes de gerar traumas: um mesmo e determinado fato pode gerar sentimento de medo, agonia, insegurança para uma pessoa e passar de algo corriqueiro para outra. Assim, o modo como lidam, entendem, aceitam (ou não aceitam) eventos que causam estresse – chamados traumas – também são singulares. Um fato é considerado traumático quando representa uma ameaça para a vida ou segurança de uma pessoa e vai além de ocorrências cotidianas, fazendo com que o indivíduo sinta-se desprotegido, inseguro. Para conhecer-se o trauma e suas consequências, necessário é buscar conhecer como o fato ocorreu, quais as implicações e modificações que causou na vida da pessoa e que certamente causar uma mudança em sua rotina.

Várias são as formas de abordagem e tratamento dos diferentes traumas. A arteterapia une conceitos de arte, aqui entendida como um meio de expressão, de comunicação com a utilização de diversas técnicas, e terapia como “todo método que visa descobrir as causas e os sintomas dos problemas físicos, psíquicos ou psicossomáticos e, por meio de tratamento adequado, restabelecer a saúde e o bem-estar do paciente” (MICHAELIS, 2022). Deste modo, arteterapia é a utilização de alguma (ou várias) prática artística com o objetivo de trazer bem-estar para as pessoas, permitindo que elas conheçam melhor a si mesmas, obtenham autoestima e tranquilidade. Principalmente quando tem-se situações que geram traumas, a arteterapia mostra-se muito eficaz, com a utilização de todas as linguagens artísticas, buscando auxiliar a pessoa para que expresse com maior facilidade seus conflitos, seus medos, suas inseguranças, suas dificuldades. 

Através do lúdico, da brincadeira, do ‘desligar-se’ do problema que o aflige, o indivíduo: a) tira de seu interior o que o está incomodando; b) enfrenta com mais leveza seus dilemas; c) repassa para o mundo exterior seus sentimentos; e d) dá um passo para que a situação traumática seja inutilizada.

 

 

Palavras-chave: Traumas. Arteterapia. Arte. Terapia

 

 

REFERÊNCIAS:

 

O Que é Trauma? CoBraLT – Comitê Brasileiro das Ligas do Trauma, s/d. Disponível em: <https://cobralt.com.br/o-que-e-trauma/>. Acesso em 29 maio de 2022, às 19h49.

 

TERAPIA. In: MICHAELIS, Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa. Brasil: 2022. Disponível em: <https://michaelis.uol.com.br/moderno-portugues/busca/portugues-brasileiro/terapia/>. Acesso em 29 maio  de 2022, às 19h30.

Você sabe o que é trauma? Saiba quais são os sintomas e o tratamento. Psicologia Viva, 2018. Disponível em: <https://blog.psicologiaviva.com.br/o-que-e-trauma/>. Acesso em 29 maio de 2022, às 19h49.

 

 

Leia Tambem

Escrito por Alana Águida Berti

Publicado em 2022-06-20

Tags

Psicologia

Sugerimos que você também leia estes